terça-feira, 5 de dezembro de 2017

MVI 8464

2 comentários:

Fá menor disse...

Esse moço ainda vai dar que falar :)

Ana Freire disse...

Adoro esta música! Mas só lhe acho um inconveniente... tem uma letra imparável... muito extensa... que evidencia logo, quem a domina ou não...
Pelo que nela, estiveram dois Alexs... um Alex confiante, que dominava as partes da música, que já conhecia... e outro Alex, um bocadinho mais preso, a algumas partes da letra que dominava menos...
Mas uma música assim tão extensa... também pode representar um belo exercício de improvisação... por exemplo... o que fazer em palco, quando se tem uma branca?... Sermos dominados por ela... ou contornar a situação com à vontade, e às vezes com algum humor à mistura, relativizando-a... até chegar a um momento, em que a memória da letra, esteja de volta?...
Algo pelo qual muitos cantores passam... e nem todos saem airosamente da situação, por muito profissionais, que pensem ser... e normalmente, os que se saem melhor... são aqueles que descontraidamente assumem, quando algo falhou, sem o disfarçar...
Beijinhos
Ana