quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Los Niños

10 comentários:

Menina do Rio disse...

Lembrou minha infância...

Um beijinho pra ti

O Profeta disse...

Uma rosa breve
Uma hortênsia de alva cor
A terra molhada pelo sereno
Nos celeste paira um Açor

A madeira verde, a dança do fogo
O embalo do loureiro no vento, o alecrim
Um ribeiro de inquietas águas
Levam o perfume das mágoas em viagem sem fim


Convido-te a sentir a minha paleta de aromas


Mágico beijo

Verónica disse...

Olá menina do rio. A infância é o período mais importante das nossas vidas,porque determinará definitivamente a nossa vida como adultos. Obrigada e beijinho

Ó profeta,Que maravilhosos aromas
me trouxeste desse teu rico mundo de rima!
Esse poema é um verdadeiro beijo Mágico!

Fernanda disse...

Com esse teu trabalho nas fotografias,...dás liberdade à imaginação,...lol
Acho que davam grandes ilustrações a contos e histórias,...que pudesses, também escrever...:))

Achei gira a ideia,...fez-me lembrar os tempos em que subia às árvores, ...só pelo prazer de subir-las, apesar, de muitas das vezes, me mandarem subir,.... para apanhar figos e nésperas...lolollo

Dantins disse...

Saudades de subir às árvores...

Verónica disse...

Acho que todos nós um dia subimos árvores.Guardamos na memória os sons da euforia das brincadeiras,a azáfama da víndima,os aromas...tudo guardado na algibeira como diz Álvaro de campos.
As tuas ideias são muito boas mas eu não ganho para isso.Era bom!
Retribuo; sê bem vinda ao meu espaço dantins!

Shadow disse...

Arriscando o meu péssimo espanhol...
"mi gusta tus niños"

:)
Bjs,
Shadow

Verónica disse...

Olha a miúda por cá...muchas gracias. O meu também é péssimo não te preocupes!lol

em azul disse...

Parecem divertir-se

Verónica disse...

Parece,não parece?lol