sábado, 4 de outubro de 2008

UM MUNDO DE NÃOS



Nunca estão disponíveis quando peço para brincarem comigo. E se salto ou dou cambalhotas em cima do sofá ou da cama , zangam-se comigo para eu parar de estragar as coisas.

Ficam aborrecidos se mexo nos brinquedos caros que me compraram pois posso estragá-los.

Se falo em voz alto ou canto repreendem-me para falar baixo porque ficam muito incomodados com o ruído que faço e os vizinhos podem achar aquilo feio. Mas quando eles discutem não medem o estrondo que provocam.

Enchem a casa de loiças caras que se quebram e ralham-me para eu não lhes tocar.

Estão sempre a insistir para que me calçe quando adoro andar descalço. Também não posso chapinhar nas poças de água quando chove, pois posso adoecer , me sujar ou me molhar.

Quando faço perguntas complicadas dizem-me que sou pequeno. Quando crescer vou entender as suas respostas . Mas se choro ou faço birra então já sou crescido demais para essas coisas.

Quero falar com eles e não me deixam , no entanto estão sempre a conversar entre eles.


Tenho pai e mãe mas ambos têm cargos e andam sempre agarrados a uma cadeira.

Obrigam-me a ler poemas que não entendo,só para se exibirem através de mim. Se por acaso esqueço-os ou hesito ficam logo frustrados e fazem-me sentir mal.

Forçam-me a beijar pessoas que eles conhecem e eu não. E se eu dirigir a palavra a um desconhecido eles sacodem-me o braço para não o fazer.

Eles dizem mentiras e acreditam nelas e julgam que não entendo.

Estão sempre a implicar comigo por eu ser tímida e eles mesmos às vezes refugiam-se nas minhas costas.

Criticam-me por aquilo que faço e esquecem que eles mesmos em crianças faziam exactamente o mesmo e gostavam .

Por tudo e por nada ameçam bater-me nas pernas, nas mãos ou na boca.

Por serem mais crescidos que eu sentem-se mais importantes e donos da própria verdade. Eu nunca tenho razão.

Assinado : Manelito

10 comentários:

Fernanda disse...

Não faças,...não podes,...não deves...
Quando somos crianças,...é isto que mais ouvimos.
São as regras e as normas da educação que nos vão dando ou que nos querem dar e que,... devem ser sempre,... com peso e medida,...como se costuma dizer.
O problema está,...é quando essas normas e essas regras,...castram a espontaneadade, a alegria, a curiosidade e a personalidade da criança.
É dificil de perceber,...como certos pais, reprimem as atitudes próprias e a maneira de ser de uma criança,...só para alimentarem o pseudo snobismo e a vaidade que têm, em prejuíjo do desabrochar natural duma criança a crescer.

É triste ver uma criança,...não poder ser criança.

Verónica disse...

É fernanda! São tantas normas , tantas regras!!!os adultos criam regras que eles próprios desrespeitam!
E há pais que enloquecem um filho quando lhes dão ordens contrárias.Devia ser Orientação mas eles gostam de mandar!
Repara neste exemplo; um pai para o filho à mesa:
- Vamos come rápido,despacha-te.Já me estás a enervar. Levas umas palmadas e comes.
A criança distraída lá se resolve a comer depressa
O pai dirige-se novamente ao filho:
- Rapaz ,come devagar,pareces uma ovelhinha... não és um animalzinho!
Repara neste pai.Ele é um paradoxo! Isto é mesmo para enloquecer a criança,não tenhas dúvidas!Uma criança não é um boneco que podemos falar como queremos e manipular à nossa vontade. Isto é falta de Respeito. Como é que este pai um dia há-de cobrar respeito ao filho?
Porque é que tu achas que os miúdos chegam á escola com comportamentos desvirtuados e difíceis de lidar? está tudo na EDUCAÇÃO. Há pais que são autênticas crianças num corpo adulto.E USAM os filhos para os seus fins. A criança passa a ser um escudo protector! E olha que não se apercebem e não querem saber.
Há muito casamento que não vale de nada. Pura hipocrisia!
Há muita criança que sofre nestas famílias que aparentemente são felizes!
O casamento é uma instituição cada vez mais decadente!
O problema é que a maioria quer parir e esquece o que é a RESPONSABILIDADE de EDUCAR uma criança. Não falo de pais perfeitos.
É verdade ,é muito triste que uma criança não possa ser CRIANÇA.
Só devia ter filhos quem tem VOCAÇÃO para isso.

Renato Oliveira disse...

Verónica,

Mas as crianças também têm direitos!

Muitos nãos são, muitas vezes, gerados pelas dificuldades da vida a que muitos pais são confrontados! Porém as crianças não têm culpa das complexas atitudes que a vida "dá" aos adultos!

O direito da criança ser criança deve ser sempre colocado em evidência!

Beijinho,

Renato

Parapeito disse...

Infelizmente conheço algums casos assim...
è bem certo que os filhos...não podem escolher os pais...
Que pena é... que tantos pais se esqueçam que tambem já foram criança..
Para se ter o respeito dos filhos...é preciso saber respeitat...
Para que eles cresçam confiantes...é preciso Acreditar neles...
Só deviam de facto ter filhos...as pessoas que nunca esqueceram o que foi ser criança.

**********

Verónica disse...

Concluíste muito bem parapeito.
Sabes ,o que é pior é que a maioria dos pais nunca foi criança.Por isso não sabem lidar com a meninice dos filhos.Quem não tem não pode dar.Isto é um ciclo vicioso.
É triste que seja assim.Muito triste mesmo.E o maior castigo é ver,sentir, querer ajudar e ninguém compreender!

Shadow disse...

Os teus textos e imagens são sempre fantásticos.
:)

Bjs,
Shadow

O Profeta disse...

Pois...tratamos as crianças como pequenos adultos...

Brilhante!


Doce beijo Verónica

Verónica disse...

Obrigada shadow & profeta
beijos doces

O2 disse...

Pois... eu tb sou mãe, e apesar de não ser pefeita, esforço-me para lhe dar o melhor, o meu melhor... infelizmente entendo bem o que dizes, tenho visto e presenciado situações lamentaveis duma falta de senso comum inadreditavel, enfim, gostei muito do teu texto!

besos

Pedrasnuas disse...

02 nenhuma mãe é perfeita nem nenhum pai.Mas ter a consciência de que se faz o melhor já é bom! E quando não se sabe porque estamos com dúvidas devemos ter a humildade de chegar perto de um psicoterapeuta e pedir esclarecimentos!
Obrigada
besos