sábado, 3 de julho de 2010

Mulher e filho assassinados na rua sem nome

22 comentários:

Pedrasnuas disse...

PEÇO DESCULPA MAS TIVE DE REPETIR O POST PORQUE ACONTECERAM ALGUNS PROBLEMAS NO ANTERIOR...FAÇAM OS VOSSOS COMENTÁRIOS AQUI.

OBRIGADA

legalmente loira... disse...

amiga,
sua imagem perfeita..
assassinatos lembra violencia.
não gosto disto.
seria por loucura??
Beijo e bom fim de semana.
até segunda-feira...

AC disse...

Imagem em tons metálicos, a lembrar a brutalidade do aço e do chumbo...
Imagem quase surreal, a lembrar o absurdo da situação...
Imagem que - e creio ser essa a intenção - que choca, que inquieta...

Parabéns pelo talento
Beijo

Pérola disse...

Que engraçado eu tinha certeza q já havia comentado essa postagem sua,eu acho q to doida rs.
Que tristeza ñ amada,quando isso será q vai terminar.
Obrigado pela visita,já estava com saudades.
Beijokas minha flor.

Chris disse...

O preto, o branco, o cinza... retive o olhar durante largos momentos... a arte fotográfica agarra-se assim... pelo olhar...
beijo
Chris

Barbara disse...

Doeu a imagem.
Pai
e o filho sem a pietá.

Vera, a Loira disse...

Uma imagem vale mais que 1000 palavras e esta imagem doi.

Lilá(s) disse...

Uma imagem que choca pela violencia!
Para ti um beijo

Insana disse...

Imagem forte

Bjs
Insana

JPD disse...

A violência parece recrudescer.
Não se perece.

Será apenas do sentimento de impunidade?

Não há respeito pela vida privada, pela propriedade, pelos contratos.
Lamentável

O falhanço da Justiça é devastador.

Bjs

legalmente loira... disse...

oi amiga,
ausente por alguns dias..
mudança no blog.
bjos.

Sofá Amarelo disse...

Quantos assassinatos na noite ficam por descobrir e esclarecer... são as pessoas que não têm nome...

O Profeta disse...

Esta ilha não tem fortuna
Trocou-a por um curioso mistério
Este irreal e intenso verde
Que inunda o olhar mais sério

Nesta ilha há um beijo na tua procura
Nesta ilha as pedras não têm idade
Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
Nesta ilha o sonho é janela da verdade

Doce beijo

Carla disse...

perfeito o metal forte desta imagem
é por posts como este que a saudade apertou e tive de regressar
beijos em deslainho

Jaime Piedade Valente disse...

Essa rua afinal tem nome: é a Rua da Vida. O mal é inevitável.

Valéria Sorohan disse...

Eu pensei que era uma manchete real...rs Ou é???

BeijooO*

Andreia disse...

Olá querida,
está foto traduz muito bem o significado da mensagem.
Beijos na alma...

legalmente loira... disse...

amiga,
ja descobriram o porque....
bjos.

█► JOTA ENE ◄█ disse...

ººº
Quantos nao existem por essa noite fora.... por explicar... é a vida!

AFRICA EM POESIA disse...

blog è espantoso,fotos lindas Parabéns...
Deixoum beijo e poesia do meu blog africaempoesia.
um beijo



FUI ASSIM...



A criança que eu fui
A criança que tu és...
A felicidade que eu tive
Quero que tu a tenhas...
O mimo que eu recordo
Quero que tu recordes...
O amor que sempre
Esteve comigo...
E preencheu a minha vida
Eu quero meu menino...
Que sempre te acompanhe
E que nunca te falte...
Pois assim...serei feliz!

LILI LARANJO

Brown Eyes disse...

A vida humana não é respeitada. Hoje mata-se um ser humano com a mesma facilidade que se mata um porco. Esta imagem fez-me lembrar o Brasil e os meninos de rua. Vi um filme sobre a realidade destes miúdos e fiquei marcada. Que se pode esperar e que podem esperar miúdos que nascem na rua, que vêem os pais serem mortos, que sofrem violência diária? Consequências de uma sociedade de consumo. Beijinhos

Catsone disse...

Para além da beleza da foto, adorei o título! Aliás as tuas fotos têm sempre títulos muito bons.