terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

A lápide



Composição à base de pontos. Caneta Faber-Castell média sobre papel

25 comentários:

Sam Seaborn disse...

Não sei explicar, mas parece –me representar uma pessoa distante, à procura de se encontrar, ou já no regresso a si mesma. Sem dúvida bonito.

Tatiana disse...

Vim apreciar a sua arte e dizer que te admiro muito!
Beijos

Lilá(s) disse...

Ainda bem que a exposição das tuas obras continua, assim não tenho que fazer a viagem...gosto deste bem trabalhado e com profundidade.
Bjs

Nilson Barcelli disse...

Afinal há mais.
Um estilo diferente.
Gostei.
Beijo, querida amiga.

Manuela Freitas disse...

Muito complexo Pedras Iluminadas, mas indo pelo título, lápide se associa à morte, a uma pedra tumular...e tem asas...Todo o desenho está muito elaborado!...Vou ter que pensar, como sempre...esse teu mundo é um muito impenetrável!!!
Beijos
Manuela

Brown Eyes disse...

Linda lápide, não me importava que fosse a minha.
Beijinhos

linda lourenço disse...

Muito belo amiga ,dar asas a Imaginação,mas que linda essa lápide-asas :)

Beijos grandes!

Ibel disse...

Parece-me haver aqui um vazio de despedida. Será? Se for é pena. Nem sempre comento por falta de tempo, mas acho este blog maravilhoso. A escassez de comentários não significa ausência, mas falta de tempo, por vezes. Não parta. Não agradeça a quem tem de agradecer.Não se despeça. Fique.
Beijinho! (É tão bonita!)

Cristina Fernandes disse...

Quando a proximidade da morte nos devolve as asas e voltamos a voar... o detalhe que o teu traço vislumbra, encanta-me.
Beijo grande
Chris

a disse...

Já não passeava por aqui há algum tempo. Regressei e vejo uma lápide. Não olhando de frente, mas para trás. Ou será para além de tudo? As asas para voar para lá da imaginação.

JB disse...

pedrasnuas,

Ainda que à primeira vista pelo título que deste a ideia da morte seja suscitada, quando inscreves os teus traços notáveis com asas numa figura feminina é um anjo que vestes e que renasce na tela ou na vida ou para lá do lápis, do pensamento... O olhar que não se vê... a vida que por vezes não conseguimos/queremos encarar... mas o voo, o desejo de um recomeço, novos sonhos, da liberdade de ser, muito além do que por vezes somos... esses jazem em nós!

Magnífico, pedras!

Beijinhosss

JB disse...

E eu confesso que o conteúdo está todo esculpido pelas tuas mãos e, por isso, eu leio o que me permites ver... Se as tuas telas não oferecessem toda a tua arte, a arte de VER, ainda que com o meu olhar, jamais percorreria os teus traços num passeio tão agradavelmente feito "a duas"! :)

Obrigada, pedras!

Mais um beijinho com asas!

Cavaleiro do asfalto disse...

O anjo da eternidade, para o bem ou para o mal.
Muito bom, gosto desta técnica.

Conceição disse...

Olá amiga!

Há quanto tempo! Recebi uma transferência, suponho que seja da tua parte. Foi uma grande ajuda pois tinhamos ido nesse dia a Lisboa ao hospital com o David e nunca gastamos menos de 35 euros nestes dias em portagens e gasolina, sem contar com alimentação, que ultimamente tenho levado de casa para economizar. Gostei muito destes teus trabalhos. Também andei a experimentar umas coisas novas, pus algumas lá no blog do David. Desculpa não vir aqui como gostaria mas com o curso e com uns bicos que tento arranjar para ter mais uns trocos não tenho tido muito tempo. Melhores dias virão...Beijocas para uma boa amiga

Fê-blue bird disse...

Minha amiga que paciência, confesso que peco por não a ter.
Faz-me lembrar um anjo num corpo de um homem ou um deus. Muito bonito.

beijinhos

José Sousa disse...

Pedras!
Me diz se és tu que fazes esses desenhos! E se sim, como? Com lápis ou no painte do pc?
Lindos demais! Com muito trabalho.

Um beijão

Helga disse...

És uma artista! Simplesmente belo. Também adoro desenho, estudei na escola de belas artes António Arroio e queria ser arquitecta. Adorava desenhar. Com o tempo a paixão foi-se esbatendo e dando lugar a outras. Parabéns pelo teu dom. É lindo!

Beijocas :)

Em@ disse...

gosto deste ser alado, meio anjo meio animal (já que lhe vislumbro uma cauda).
a técnica mista de traço e pontilhado ficou muito interessante, e fizeste bem em pôr aí o nome da caneta com que realizaste o trabalho.
beijo querida Pedras e parabéns.

JB disse...

Sim, pedras, vi que a tua composição foi feita à base de pontos, pois amplio sempre as tuas telas para as poder captar ao pormenor... e sabes, continuo a dizer que "a arte é o encontro dos pontos", tal como a vida é a "súmula" de momentos...

Beijinho

Vieira Calado disse...

Olá, boa noite!

Depois duma prolongada e forçada ausência

aqui estou de novo

a visitar os amigos.

Saudações minhas

gatinhafofa disse...

eu dantes fazia desenhos com pontos mas os meus desenhos eram bastante coloridos,nunca eram a preto e branco. acho que a imagem em preto e branco fica feia,colorida é mil vezes melhor. beijinhos pedras!!

JB disse...

Como gostei do teu comentário... Uma deliciosa viagem "a duas" na cumplicidade das palavras!

Adorei, pedras!

Obrigada pela tua amizade e pela forma como me lês!

Beijinhos!

Virgínia do Carmo disse...

li "composição à base de pontos" e pensei: todos os seres são uma composição à base de pontos... e nós, e sombras, e linhas... todos os seres são poemas...

é há mais poesia nestes pontos que em muitas palavras...

Beijinhos :)

Vanuza Pantaleão disse...

Nossa, mas essa minha amiga me deixa mais e mais desnorteada com tanto talento. Que Deus a conserve e aumente sempre sua capacidade artística, por falar nisso, escrevei umas linhas de carinho para você e um outro amigo lá no Porta-jóias(Talentos: Pedrasnuas e Arnoldo Pimentel), quando puder, passa lá!
Olha, eu vi quase todos os filmes espiritualistas e no gênero desses últimos tempos (meu marido entende quase tudo de cinema), mas logo esse, do Clint Eastwood que tanto admiro,pois é, nesse eu (ainda) não pus os olhos. Mas vou vê-lo, com certeza e, numa segunda lista, o incluirei.
Andei muito atarefada, desculpe-me se demoro um pouco para retornar e agradecer sua benfazeja visita.
Beijos nesse talentoso coração!!!

Dantins disse...

Fantástico e acredito que bastante trabalhoso!

Parabéns pelo talento.

Um abraço.