domingo, 24 de abril de 2011

A dança do escravo...

37 comentários:

Lilá(s) disse...

Bons tons!
Boa Páscoa para ti.
Bjs

✿ chica disse...

Lindo e com movimento...beijos,FELIZ PÁSCOA! chica

::: (\_(\
*: (=' :') :*
·.. (,('')('')¤°.¸¸.·´¯`»

retrato disse...

como é bela a pintura...

mas só quem a sabe pintar, sabe expressar, com o dom das suas mãos, o "retrato" da sua alma.

continuação de Boa Páscoa.

Fê-blue bird disse...

Intenso, vibrante e inquietante.
Um escravo sem rosto como tantos por aí infelizmente.

Beijinhos minha amiga

Simone Martins2 disse...

Como sempre me comovo com suas pinturas, mas essa me passa uma dança triste, por causa dos tons acinzentados, sem rosto e parece que ser corpo esta mutilado? Mas muito expressivo e comovente...bjin

José Sousa disse...

Mais uma linda pintura!

Beijão

Petrus Monte Real disse...

...exigente, rigorosa e bela!
O escravo tem que dar o seu melhor, sem olhar aos perigos que o cercam!
Um grito de liberdade ...nestes tempos tristes que vivemos?!
Bjs

Ricardo Calmon disse...

EM TELAS TUAS,A VIDA RETRATAS COM CORES E TRAÇOS INFINITAMENTE TEUS!
CAMPOS MEUS DE GIRASSOIS NA ESTIAGEM ESTÃO, DIANTE DE AUSENCIA TUA!

BZUZ NO CORAÇÃO

VIVA A VIDA

Samaryna disse...

Pedras, os teus quadros impressionam pelos traços fortes. Percebi que não há feições nos seus rostos e isso faz com que nos identificamos com eles. Deixo o meu afeto.

Ana disse...

Posso começar a fazer colecção dos teus dijubos?

Érico Cordeiro disse...

Olá,
Gostaria de convidar você e seus leitores para as comemorações dos dois anos do blog Jazz + Bossa + Baratos Outros:
www.ericocordeiro.blogspot.com
Um fraterno abraço!

São disse...

É bom que os escravos encontrem modo de resistência...

Saudações.

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

A dança também é uma forma de libertação corporal e espiritual.
Beijinho.

JB disse...

pedras,

Poderia começar por dizer que já sou "escrava" das tuas obras de arte!:) Uma pintura multifacetada, onde os tons foram muito bem escolhidos: os cinzas traduzindo a agonia de qualquer ser que se sente oprimido, triste e infelizmente "escravo" dependente da vontade/da vida de outros... e os azuis, a "dança", a liberdade, a capacidade/o desejo de voar, a convicção de que a mente está longe da tela, para lá das nuvens... A própria "posição" da figura que apresentas me lembra uma espécie de salto ou pelo menos a tentativa... e aí reside, para mim, a essência desta profunda pintura, o acreditar na liberdade...
Perdi-me mais uma vez mas gosto mesmo, "sei_lá", é que gosto mesmo mesmo!!! :)

Beijinhos

Machado de Carlos disse...

Parabéns pelas obras de fino trato!

Sheila disse...

Oi Pedras estou de volta,agradecendo sempre a sua força, os seus comentários generosos,volto e vejo trabalhos de uma qualidade impar, traços firmes, marcados,de que sabe fazer arte.Os teus trabalhos são obras únicas que nos levam a várias interpretações, é só viajar. Beijos.

H A R R Y G O A Z disse...

WONDERFUL painting !!!

CR disse...

A tela é a água por onde navegas sentimentos e emoções. Excelente!
Bjo

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

A dança
nos envolve
e liberta...

Que haja em ti sempre sonhos
por sonhar.

g disse...

E espeta mesmo!
Gosto das cores.

Nilson Barcelli disse...

Gostei.
Admiro o teu talento, que é multifacetado.
Beijos.

AC disse...

Os escravos arranjaram forma de "desabafar" através da sua própria dança. Nós, modernos escravos, dançamos ao som duma música que não foi escolhida por nós.
Pedras, o que o teu quadro suscita em mim...

Beijo :)

Vieira Calado disse...

Desejo-lhe um bom dia de Maio!

Bjjss

Cavaleiro do asfalto disse...

O escravo liberta-se dançando
o azul é esperança que um dia chegará a liberdade.
Bjs

Parapeito disse...

dança com toda a certeza ao sabor de brisas azuis :)
Pra ti nina* brisas nornas ***

Manuela Freitas disse...

Apetece-me dizer, sei lá...porque esta pintura me reteve durante um tempo e fui analisando todos os seus detalhes...
Sei lá, não...sei...porque me suscitou interesse obviamente...
Beijos,
Manu

Hugo de Macedo disse...

Belíssimo trabalho, os meus parabéns.

VELOSO disse...

Uma bela tela!

JB disse...

Pedrasnuas,

O teu comentário... é simplesmente a minha alma espelhada nos teus olhos...

Os sonhos vão mudando por diversos factores da vida mas acredito que nunca é tarde para se viverem...

Um beijo enorme de gratidão por me leres... e até onde me lês!!! :)

Lilá(s) disse...

Então, como vai a dança? qual é a música agora?
Beijinhos

Nathacha disse...

estou seguindo os seus 3 blogs :)

don vito andolina disse...

Hola,bello ,íntimo blog, preciosas letras,si te gusta la palabra en el tiempo, la poesía,te invito al mio,será un placer,es,
http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
gracias, buen día, besos cómplices...

Cristina Fernandes disse...

Fabuloso o entrelaçar dos azuis fundidos, numa dança de libertação... depois, das amarras impostas.
Beijo,
Chris

don vito andolina disse...

Hola regreso ligero de equipaje a tu hermosa casa, aquí me quedo, gracias por tus bellas letras, buen día, besos salvajes...

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

Oi fico muito feliz em saber que gostou do meu blog
tudo é feito com muito amor e carinho para que você e outras pessoas como você se sintam bem É um prazer imenso para nós poder ter um contato assim
tão carinhoso com nossos queridos seguidores e amigos deste blog
Deus Abençoe Poderosamente SUA VIDA
Obrigada pela alegria que senti
ao abrir minha pagina e ver um recadinho seu.
Obrigado pela visita.bjos de marcia e carlos

Beatriz disse...

I like the range of shades of blue and I see a character jumping rope
Could it be that the escaped slave?
Greetings

Mz disse...

Todos somos escravos de algo, metafóricamente falando... mas a dança do escravo no verdadeiro sentido da palavra, é uma dança muito cinzenta à espera da liberdade numa fuga incessante.